Resenha #10: O Pequeno Príncipe - Anthoine de Saint-Exupéry

Publicado em 1943, "O pequeno príncipe" é uma das obras mais traduzidas de toda a história. Estima-se que a obra vendeu entre 150 e 180 milhões de cópias, se você for olhar nas listas de livros mais vendidos do momento, certamente vai achar ele lá.




Mas porque essa história conseguiu arrebatar gerações?

A narrativa poética e simples - quase infantil - mostra uma outra visão de mundo a respeito do que o próprio Antoine aprendeu ao longo de sua movimentada vida.
Vamos entender um pouco mais sobre o autor e a obra nos tópicos abaixo.

O autor:




Antoine foi escritor, ilustrador e piloto. Nasceu em 29 de junho de 1900 em Lion na França. Em 1921 entrou para o serviço militar na Reserva de Estrasburgo onde tornou-se piloto civil e subtenente da reserva.
Ele casou-se em 1931 com Consuelo Goméz Castillo (El Salvador) uma mulher belíssima que cativou o seu coração. Mas apesar do amor que sentiam um pelo outro eles viveram um casamento conturbado, marcado por ausências dele e infidelidade de ambas as partes.
Antoine morreu em um acidente de avião durante uma missão de reconhecimento no dia 31 de julho de 1944. Seu corpo jamais foi encontrado.

A obra:

O pequeno príncipe é uma obra dotada de metáforas. Isso explica a linguagem inicialmente infantil que nos deparamos no livro. 
Resumidamente a história vai falar de um piloto que caiu em um deserto e à beira da morte encontra essa figura lendária: o princepezinho que veio do seu planeta - um asteróide, mais precisamente - B 612 que só foi visto uma única vez ao telescópio em 1909 por um astrônomo turco.


O príncipe vivia sozinho em seu asteróide até que surge A Rosa. Bela, vaidosa e reclamona. Ele passou a cuidar diariamente dela até que resolveu fugir de seus caprichos. Nessa viagem conheceu muitos planetas e muitas figuras metafóricas que representam comportamentos e características humanas como a ganância, o poder, a pressa, a vaidade, a depressão e o conhecimento. 
Mas é na Terra, o sétimo planeta que ele visita que vai conhecer a raposa, a cobra e o piloto.


Cada personagem significa um acontecimento e uma pessoa que Antoine conheceu durante suas aventuras. A figura da rosa, representava nada mais nada menos que sua formosa esposa. A raposa foi alguém que lhe ensinou muito sobre a vida afinal foi ela quem lhe disse "O essencial é invisível aos olhos". 

Depois ela acrescentou:
- Vai rever as rosas. Assim compreenderás que a tua é única no mundo. Tu voltarás para me dizer adeus, e eu te presentearei com um segredo.
Não sabemos se a raposa era uma mulher ou um homem, vai da interpretação de cada um.

O livro:


Cheio de aquarelas feitas pelo próprio autor faz dele uma belíssima obra de arte. O material que a editora utilizou também ajudou a dar um acabamento incrível! É realmente encantador ver a cada página os desenhos que vão ilustrando a história.


Opinião da Mi:

Os ensinamentos que a obra traz é tão sútil que quase não percebemos, mas cada frase é dotada de lições de vida tão intensas e tão profundas quanto qualquer outro livro mais complexo.

O pequeno príncipe desperta em nós o mistério da infância. A curiosidade, as descobertas, os aprendizados. É um livro de criança e de adulto também, pois todo homem traz dentro de si o menino que um dia foi.

A obra faz voltar aos nossos corações recordações escondidas e um reencontro com o nosso "eu" criança. Mas para compreender essa história precisamos fechar bem os olhos e ouvir com o coração.


Considerações finais:

O livro também tem uma adaptação e ficou muuuuuuito linda! Eu amei! Meu coração bateu mais forte enquanto via as imagens belíssimas da animação. Confesso que chorei demais! É mágico! 
Aqui está o trailer dele:


Lembrando que estou sorteando um exemplar desse livro. Se você quiser concorrer preencha o formulário:

Nota: 5 de 5
SUPER RECOMENDO!
Um beijo e até a próxima!

12 comentários:

  1. É um livro verdadeiramente especial e único.
    Me tocou e me fez sofrer naquele final <3 rsrs
    bjsss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pense numa pessoa que lê esse livro sorrindo todo o santo ano? EU!
      AHAHAH Quando eu assisti o trailer então, chorei muito! Me emocionei! Toda releitura me causa essa emoção;

      Excluir
  2. O livro que encantou o mundo! Li quando novinha ainda a pedidos da escola! Tenho até hoje! Perfeito
    beijos
    www.omundodatutty.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu leio todo ano! Não lembro exatamente o meu primeiro contato com ele, mas o amo desde então. Beijos Tu!

      Excluir
  3. Oi Mi! Eu nunca me interessei em ler esse livro até começar a fazer faculdade de letras. Meu professor de teoria da literatura falou sobre o livro e fiquei encantada. É um livro que a cada ano que você ler, lhe dará uma reflexão diferente. Amei sua resenha. Beijinhos!

    sinopsedoslivrosjenni.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, ele é um livrinho tão cheio de encantos! Eu fico uma boba sempre que falo sobre ele, mas é que eu o amo demais! haha Que bom que gostou da resenha. Beijos!

      Excluir
  4. Um livro clássico desse e nunca li, conheço a historia por auto, mas nunca tive muito interesse, mas depois de ler seu post cultivei um grande interesse.
    Beijos,
    Garota Perdida nos Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai que bom que ficou curiosa para lê-lo Leti! Depois que ler (que dá para fazer tranquilo em 1 tarde ou um final de semana talvez) volta e conta pra mim o que achou.
      Beijos!

      Excluir
  5. Sou doida para ter o livro do Pequeno Príncipe, eu assisti o filme e é realmente lindo, chorei muitoooooo, ele traz muitos ensinamentos, imagina o livro. Amei o post.

    Um grande beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa Jhen! Eu chorei feito boba! hahaa Arrepiei só vendo o trailer a primeira vez e arrepio sempre que revejo. Que bom que gostou do post. Beijos

      Excluir
  6. Um livro desse porte e eu nunca li! É um daqueles livros para a vida toda, onde sempre nos pegamos relendo algum trecho!
    Ótimo post!

    blogabstraindoideias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você pode ler ele bem tranquilo em uma tarde. É simplesmente encantador que um livrinho tão pequeno seja cheio de magia assim!

      Excluir

por Milene Farias desde 2016. Tecnologia do Blogger.