Os Vampiros na Literatura - Uma história secular

12:33:00

A origem do Vampiro

O medo de que os mortos ressurjam de suas tumbas é tão velho quanto o mundo. E entre esses seres que poderiam ressuscitar estão os terríveis senhores da noite: Os Vampiros!

Uma criatura que não está morta e tampouco está viva. Tem uma excelente visão, olfato aguçado é veloz, e extremamente forte. E para piorar, se alimentam de sangue humano! 

Em 1897 o escritor irlandês Bran Stocker publicou "Drácula" uma das novelas mais reconhecidas de toda a literatura mundial. Em resumo, Drácula é um conde romano da casa Dracul que se torna um vampiro e acaba cometendo crimes terríveis em sua viajem para a Inglaterra.

No final da era Vitoriana, as histórias de terror eram sucesso de vendas. E em um mundo moderno e inovador, governado pela religião que abominava práticas e estudos mais ocultos, Bran Stocker introduz um vampiro. Sua obra teve opiniões divididas na época, alguns achavam uma escrita de segunda linha e outros consideravam  uma das melhores histórias de terror já escritas.

Foi nesse livro que Bran Stocker descreve as características e comportamentos de um vampiro. Dando origem ao gênero da Literatura Vampiresca, uma linhagem que fica entre o terror e o suspense.



As tradições antigas

O medo do desconhecido e principalmente depois que morremos gerava muitas crenças e costumes entre os povos. Agora imaginem o resultado disso quando somamos na crença a ideia de que podemos virar vampiros ou de que um vampiro não poderia ser morto sem alguns rituais.

Muitos arqueólogos encontraram em tumbas antigas na Polônia e regiões próximas a Romênia e Bulgária, corpos com a cabeça separada posta entre as pernas e também estacas de madeira em pessoas que suspeitavam serem vampiras.
As imagens abaixo provam isso: 


Provas de que vampiros existiam

1. A história de Drácula - a verdadeira história - pelo menos a registrada - mostram que ele era um homem extremamente cruel. Empalava os derrotados das guerras e dizem que pegava o sangue deles e passava o seu pão para se alimentar. Obviamente isso são histórias que se espalhavam, mas não dá para esperar muito de um homem que empalava vivo seres humanos, não é mesmo? Drácula poderia sofrer de Porfiria Cutânea. Lembrem-se que antigamente qualquer doença era visto como algo demoníaco e monstruoso. Essa doença somada a sua perversidade estava pronto um vampiro real com todo o sentido da palavra.

2. Experiências com ratinhos - alguns pesquisadores experimentaram fazer uma transfusão de sangue de jovens ratos em ratos velhos e doentes. O que, para espanto deles, fez com que as atividades vitais dos ratinhos vovôs melhorassem significativamente. Então o sangue pode prolongar a vida, né?

3. Elizabeth Barthory - A Condessa Búlgara ou para os mais íntimos "a condessa sangrenta" -era o verdadeiro demônio na vida da sua criadagem. Enquanto seu marido viajava ela os torturava por puro bel prazer. Um dia, cansada de torturar as pobres almas ela teve uma brilhante ideia: atrair jovens moças, belas e saudáveis para torturá-las e se banhar e beber o sangue delas. O propósito disso? Conservar eternamente a sua beleza - que por sinal - ela era belíssima! 
Isso é o que conta a lenda, uma história não confirmada. A parte real é que ela torturava sim essas moças, chegava a arrastá-las pelo castelo e jogar água nelas até que morressem congeladas. A terrível condessa teria feito mais de 600 vítimas.

4. A tumbas - como foi citado acima, tumbas antigas que remontam o século XIX são encontradas estacas de madeira, pés e mãos amarradas e cabeça separada do corpo. Seriam eles realmente, vampiros caçados e mortos?

Alguns escritores que deram sequência na criação de Bran Stocker

Depois de Bran Stocker ter marcado o mundo com o Drácula, muitos escritores viram uma oportunidade de soltar sua imaginação e mexer com o imaginário das pessoas, que a essa altura do campeonato tinham sido convencidas por ele de que vampiros existiam sim.

1. André Vianco: vamos começar com um brasileiro! O paulistano de 41 anos já conquistou os brasileiros com seus livros que falam sobre vampiros, dentre outros monstros que ele escreve.  Obras como "Os Sete" "Sétimo" e "Vampiro Rei" são um sucesso e recomendo a leitura.

2. Anne Rice: a rainha vampiresca! A americana de 75 anos marcou seu nome na história ao escrever "Entrevista com o Vampiro" "O Vampiro Lestat" e "Rainha dos Condenados", obras que inclusive viraram filmes. A vasta produção sobre vampiros fez dela uma referência na literatura mundial desse gênero.

3. L.J Smith: Lisa Jane Smith. Esse é o nome da criadora da série "Diários do Vampiro" livros que viraram série e por 8 temporadas o público acompanhou a adaptação. 

4. P.C. Cast e Kristin Cast: mãe e filha que deram origem à série "House of Night" ou Morada da Noite. São 12 livros até o momento que falam sobre a trajetória de Zoey ao ser marcada e “tornar-se” uma vampira, indo viver na Morada da Noite para passar pelo período de transformação.

5. Richelle Mead:  americana de 40 anos que criou algumas séries de livros sobre  vampiros, as de maior sucesso são "Academia de Vampiros" e "Bloodlines" que é spinoff da primeira.

6. J.R. War: Jéssica Bird é a autora que criou a série "Irmandade da Adaga Negra" e nos conta a história de um grupo de guerreiros letais que lutam para proteger a sua raça contra os lessers (redutores). Cada livro vai contar a história de um guerreiro.

7. Stephanie Meyer: Stephanie Morgan é uma escritora americana conhecida pelos best-sellers da série "Crepúsculo" que gira em torno da relação entre a Jovem Isabella Swan e um vampiro, Edward Cullen.

Quase todos são versões romantizadas dos vampiros. Particularmente prefiro a escrita da Anne e do André Vianco. Mas confesso que a Richelle me prendeu no novo mundo dos vampiros em que eles podem ser seres conscientes de suas ações. 

Como matar um vampiro?




Existem muitas maneiras de matar um vampiro. Podemos tentar com água benta e um crucifixo de prata. Mas ainda pode-se confiar na boa estaca podendo ser ela de madeira ou de prata. Ah e tem o alho também. Que diz ser um poderoso repelente de vampiros.
Cortar a cabeça e colocar fogo são outras fomas eficazes de matar um. Balas de prata - enfim tudo de prata é uma boa arma, se ela for afiada então, vai fazer um belo estrago!
E claro, luz infravermelho ou a maravilhosa luz do sol são suficientes para acabar com eles.
 Seja lá o método que você vai utilizar para matar um, exige treinamento e coragem. E aí, animado para encarar uns vamps?

BBQ Films excited exciting blade hell yea GIF


Considerações finais

Existem muitos outros autores que investem nessa criatura para criar suas obras. O Universo vampiresco é vasto e com certeza ainda surgirão novos autores e novas histórias  sobre eles. E isso que  nem tocamos no assuntos cinema e TV. Lembram da Buffy - Caçadora de Vampiros? E do Blade? Eu sou muito fã deles! Já assisti inúmeras vezes.

O que aprendemos é que o folclore é algo que mantém viva a cultura e não importa quantos anos se passem alguns personagens desse imaginário perpetuam.

E você? Acredita em vampiros?


Cheezburger movies vampire yikes vampires GIF


Nenhum comentário:

por Milene Farias desde 2016. Tecnologia do Blogger.