Resenha #16: Corte de Espinhos e Rosas - Sarah J. Maas


Quantidade de páginas: 433 
Editora: Galera Record
Autor: Sara J. Maas
Ano de lançamento: 2015
Gênero: Fantasia


 Feyre é uma menina que vive perto da muralha que divide o mundo feérico do humano. Ela vive com suas duas irmãs e seu pai e tornou-se a encarregada por caçar para manter a família viva, já que seu pai sofreu um acidente anos antes e as irmãs não se candidataram a fazer este serviço.
Com o forte inverno, a caça se tornou complicada. Enquanto caçava na floresta Feyre se vê diante de duas escolhas que podem mudar para sempre sua vida. 


Sinopse:

"Em Corte de Espinhos e Rosas, um misto de A Bela e A Fera e Game of Thrones, Sarah J. Maas cria um universo repleto de ação, intrigas e romance. Depois de anos sendo escravizados pelas fadas, os humanos conseguiram se libertar e coexistem com os seres místicos. Cerca de cinco séculos após a guerra que definiu o futuro das espécies, Feyre, filha de um casal de mercadores, é forçada a se tornar uma caçadora para ajudar a família. Após matar uma fada zoomórfica transformada em lobo, uma criatura bestial surge exigindo uma reparação. Arrastada para uma terra mágica e traiçoeira que ela só conhecia através de lendas , a jovem descobre que seu captor não é um animal, mas Tamlin, senhor da Corte Feérica da Primavera. À medida que ela descobre mais sobre este mundo onde a magia impera, seus sentimentos por Tamlin passam da mais pura hostilidade até uma paixão avassaladora. Enquanto isso, uma sinistra e antiga sombra avança sobre o mundo das fadas e Feyre deve provar seu amor para detê-la... Ou Tamlin e seu povo estarão condenados."



Hey! Como vocês ainda não me conhecem vou falar um pouco sobre o meu gosto literário. Eu sou grande fã de romances e não costumo gostar muito de fantasia e distopia. Depois de ouvir falar tão bem desse livro e me assegurarem que teria um casal eu resolvi dar uma chance.
Corte de espinhos e rosas é uma trilogia de Sarah J. Maas, escritora da série "Trono de Vidro". Os dois primeiros livros já foram lançados aqui no Brasil e o terceiro está previsto para ser lançado no segundo semestre deste ano. A escritora confirmou que depois serão lançados alguns spin-offs deste universo, onde poderemos rever nossos personagens favoritos. 



 Esse livro não se trata apenas de um romance ou conta apenas sobre um mundo fantasioso. Ele retrata problemas sociais que muitas pessoas vivem em suas vidas e nos faz refletir sobe diversos assuntos. Quando lemos o segundo livro fica muito claro o que a autora quis fazer ao escrever cada cena deste livro, mas ainda não é momento de falar sobre a continuação, então vamos falar desse primeiro volume.
Em minha opinião a leitura é fluída e muito cativante, mas não é perfeita. Seu papel foi apenas trazer contexto ao segundo livro e nos submergir no mundo criado pela Sarah. Acredito que ao trazer em excesso o relacionamento da Feyre com o Tamlin, acabei muitas vezes pensando em quando eles sairiam daquela corte e mostrariam para nós leitores um pouco desse universo, mas isso não aconteceu.
 A escritora foi muito criativa ao dar vida aos personagens desse livro, porque cada um deles tem uma história única que desenha seu caráter e justifica suas ações. O universo também foi muito bem pensado, mas até então não é possível entender a vastidão dele.
 Em alguns momentos tive raiva da Feyre, por não entender como ela poderia depois de pouco tempo baixar a cabeça e aceitar tudo o que Tamlin queria, praticamente sem contestar, mas toda essa raiva foi dissipada quando ela tomou uma decisão crucial e corajosa nesse livro que altera o destino de toda Prythian.
 Conheço pessoas que não gostaram muito do primeiro volume, mas tem o segundo livro como seu favorito da vida. Então se você leu esse livro e não se apaixonou, tente dar uma chance para o segundo.
Mas se você leu esse livro e adorou é provável que você irá amar muito mais o segundo.


 Sobre os personagens principais desse livro:
 Feyre é uma personagem forte que manteve a família unida e viva durante anos, após a morte de sua mãe. Ao se ver em um lugar completamente diferente de tudo que já viu na vida e agora sendo obrigada a viver longe de sua família, ela termina tendo que se adaptar a sua nova realidade e superar os obstáculos que aparecem.

Agradeça por seu coração humano, Feyre. Tenha piedade daqueles que não sentem nada.

Tamlin, grão-senhor da corte primaveril, lindo e muito poderoso. Hospeda Feyre enquanto ela permanece no mundo feérico. Ele a trata muito bem, mas a priva de muitas coisas com a justificativa que o mundo deles é mortal para uma humana. Para que ela consiga viver em paz pelo resto da vida em sua corte ele dá uma fortuna a família dela e a deixa realizar alguns dos seus desejos.

 Lucien é o braço direito de Tamlin e aos poucos se torna amigo de Feyre. Ele luta no exército da corte primaveril exercendo um alto cargo. 
Em muitos momentos é ele quem irá fazer companhia a Feyre e a ajudar a superar a sua realidade nova como “prisioneira”.



 O livro foi publicado aqui no Brasil pela Galera Record e a edição está impecável. As folhas são amareladas, com uma excelente diagramação. Ele possui orelhas e a capa tem um toque aveludado e com detalhes em verniz.


Nota do livro: 4,8/5


Você pode adquirir esse livro na Amazon 

Me encontre no Skoob e no Instagram

Espero que gostem da leitura! Até a próxima ❤
-Clara Liz Brito Moreira 


2 comentários:

  1. Olá Clara!
    Amo demais essa trilogia!!! Gostei desse primeiro livro, mas o segundo, ah ok segundo! Que livrão!!! Muito ansioso pelo terceiro! Gosto de tudo nessa série, tudo mesmo! E além da história ser incrível, essas capas, pelo caldeirão, lindas ao extremo! Amei seu post, beijos...

    www.blogleituravirtual.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O segundo é realmente de tirar o fôlego. Estou muitoooo ansiosa pelo lançamento do terceiro volume, mas a editora ainda não oficializou a data de lançamento:/
      Obrigada, espero que continue acompanhando as postagens 😄 beijos 😘

      Excluir

por Milene Farias desde 2016. Tecnologia do Blogger.