The Sinner - Eu assisti e gostei! #dicadami

21:50:00
Sinopse: A investigação acerca de um crime precisa acabar quando se sabe qual foi o crime e quem foi o criminoso? Quando uma jovem mãe de família comete um crime nefasto em público e se vê incapaz de explicar o motivo que a levou áquele estado de fúria súbito, um investigador se torna cada vez mais obcecado em entender as profundezas da psique da mulher, desenterrando os momentos de violência que ela tenta manter no passado, longe dos olhos do mundo.



O que 8 episódios com 45 minutos de duração podem fazer para te convencer de que uma série foi realmente boa?
The Sinner ganhou meu coração! Eu confesso que assisti com um pé atrás, pois não costumo consumir quase nada desse gênero. Mas eu resolvi assistir só alguns episódios e não consegui parar! Fui dormir de madrugada com a sensação de que "valeu a pena".


Cora está na praia com seu marido e filho pequeno, de repente  vê próximo a eles um jovem casal namorando, então a moça resolve colocar tocar no celular umas músicas da época da faculdade do namorado para "provocá-lo". Certa música começa a tocar. Cora, que está cortando uma pêra para o filho,  começa a entrar em colapso, levanta, vai até o casal e desfere 7 facadas no rapaz. O desespero toma conta do local, pessoas correndo e gritando, ninguém entende o que está acontecendo.
Mason, o marido dela, pula para tirá-la de cima do rapaz que já está sem vida. Cora parece confusa, perdida e atordoada, quando volta em si percebe o que fez e não consegue entender o porquê.
 Na delegacia assume o crime mas diz não conhecer o rapaz. Só que o Detetive Ambrose não consegue acreditar que não há ligação nenhuma entre a vítima e a assassina. E vai a fundo, até as últimas consequências para descobrir o que aconteceu no dia 04 de julho de 2012. E o que a mente de Cora está escondendo.

A série é baseada no livro de Petra Hammesfahr, e foi adaptada pelo roteirista Derek Simonds (The Astronaut Wives Club), que também atua como co-produtor. O piloto teve direção de Antonio Campos (Christine, Martha Marcy May Marlene).


Pontos Altos da Série

1. Roteiro: gente! que roteiro maravilhoso!

A história é contada intercalando fatos do presente e do passado, e ainda mistura memórias, recordações e coisas que não são reais e o melhor disso é que não confunde! Você consegue entender bem o que está sendo contado. 
Até o 6º episódio você conclui uma coisa, quando chega no 7º é no chão que você fica com as revelações! 
É uma viagem pela nossa memória, e de como traumas funcionam. (não posso falar mais para não dar spoiler - mas só vou deixar um aviso "nada é o que parece ser").

2. Atores
Eu simplesmente amei a atuação da Jéssica Biel, também produtora executiva da série, ela se entregou de corpo e alma ao papel da Cora Tanetti. O ator que interpretou o marido dela também foi super bem. O detetive Ambrose, interpretado por Bill Pullman mostrou que o personagem tem camadas e mais camadas de complexidade (às vezes eu entendia e às vezes não) e acredito que o roteiro deixou uns gatilhos para uma próxima temporada para mostrar ao público a história dele.


        Detetive Harry  Ambrose, interpretado por Bill Pullman que fez o "Independence Day: O ressurgimento"
Parece o John Snow, né? Ele virou meu crush! haha Mas é só o ator Christoffer Abbot que faz o Mason Tannetti






















Jéssica Biel que faz a Cora Tannetti e que arrasou! Mandou beijo pras inimiga!



3. Temas
Religião, traumas, relacionamento abusivo, relação entre irmãs, tudo isso foi sendo trabalhado ao longo da série com um clima muito tenso e por isso a história te prende. Confesso que no sétimo episódio engoli o choro. E no oitavo prendi o suspiro. 


Pontos que me incomodaram na série

1. Relacionamento entre as irmãs.
Eu não conseguia entender a Cora e a Phoeby. Quando você assistir você pode ficar tão confuso quanto eu, mas acredito que isso aconteceu somente porque Cora foi criada achando que tudo era pecado - daí o nome da série "sinner" que é pecadora em inglês. - então ela virou uma mulher sem personalidade, que é facilmente ludibriada pelos outros e que se sente culpada por tudo o que acontece. Na hora lembrei da Carey e da mãe dela. Resumindo a mãe é uma doida religiosa que culpa Cora pela doença da filha mais nova Phoeby.


SPOILER ALERT (bem leve, pois não estraga a surpresa da história)!

..
...
.....
2. A mãe que é controladora mas não vai até a polícia quando as filhas somem. 
Gente, sério, se eu passar um dia sem dar notícia para a minha mãe ela já entra em pânico, 2 dias então, já chama a polícia. Eis que quando elas desaparecem os pais nem levantam a bunda da cadeira para procurar por elas. Eu fiquei chocada! Mas enfim... não sei se foi erro de roteiro ou o que. Mas não aceito uma mãe que quase enlouquece uma filha com tanta proteção e regras para não ir atrás dela  quando ela some.

---
Passando esses 2 itens acho que a série foi brilhante, muito surpreendente mesmo. Mas só acho interessante uma segunda temporada se for com o mesmo número de episódios e que explique a vida do Ambrose e queria muuuuuito saber o outro lado da história a parte do cara assassinado. (que não vou dar outro spoiler, porque esse sim estragaria a magia da coisa) só assim seria interessante, porque " The Sinner" tem começo, meio e fim.



Eu super recomendo a série. E é facílima de maratonar!


2 comentários:

  1. Que isso!!! Já fiquei interessado! Vou deixar na lista, só não sei quando vou ver!!! Vejo tantas!!! Rsrsrsrs... Mas essa parece valer a pena!!! 😅
    Grande indicação Minha, beijos...

    www.blogleituravirtual.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela é uma ótima série, separa uma tarde de domingo pra maratonar. São só 8 episódios. Você vai super curtir!

      Obrigada <3

      Excluir

por Milene Farias desde 2016. Tecnologia do Blogger.