RESENHA #46: Ponto sem retorno – Gabriela Simões

FICHA TÉCNICA


TITULO: Ponto Sem Retorno

AUTORA: Gabriela Simões

EDITORA: Edições Vieira da Silva

ANO: 2017

PÁGINAS: 238

IDIOMA: Português de Portugal








Sinopse:

Giselle Levy é meio-bruxa e vive isolada do mundo com o seu avô, escondida do olhar do rei. É cuidadosa e astuta, contudo, numa tentativa de sobreviver, foi apanhada e chantageada por um dos príncipes de Kendrad, Cristian, que promete não a entregar, se ela for trabalhar para o palácio. Num dilema, ela coloca em perigo a sua identidade e passa a trabalhar no palácio, onde terá de lidar com as constantes tentativas de sedução do príncipe Cristian, os misteriosos olhares de príncipe Eli, os encontros escondidos com o seu melhor e único amigo, Rylan, e um rei desumano com segredos obscuros. Giselle vive numa constante incerteza e angústia de ser descoberta, amargurada pelo facto de não poder ser livre, encontra uma misteriosa sala, com um poderoso encantamento que poderá mudar tudo. Assertiva, inteligente e defensiva, irá deparar-se com uma escolha que mudará para sempre a sua vida e a ideia que tem si própria.



RESENHA:


Ponto sem retorno é um livro da escritora Gabriela Simões, uma portuguesa que dá a sua obra um toque romântico e místico da era medieval portuguesa. A obra é dividida em duas partes: O Despertar – onde conhecemos um pouco do cotidiano da personagem principal – e a segunda parte, chamada de Porta Aberta, na qual a autora nos revela mais sobre o lado místico de Giselle Levy.


Nessas duas partes do livro temos acesso a dois momentos distintos da vida de Giselle, uma jovem meio-bruxa de 17 anos e que vive com o avô em um abrigo afastado do reino de Kendrad, o qual é governado por um Rei dominador e cruel que dissipou a população de seres mágicos do reino – ou isso é o que ele pensa rs.




“O povo do reino de Kendrad corre em minha direção. Agora sou uma presa fácil. «Levanta-te, Giselle», grito comigo mesma. «Não sejas fraca». Levanto-me batendo com o punho no descampado em chama, porém, assim que avanço, a parede de fogo impede-me de o fazer, rugindo-me na sua voz silenciosa para parar. Não irei dar-me por vencida. Corro para a outra ponta e o meu gesto imprudente é rapidamente parado. Eles apanharam-me. Terão finalmente o que aguardam há dezessete anos, a minha morte”




Apesar de ser uma bruxa, Giselle não tem muito conhecimento sobre a extensão de seus poderes ou sobre o que é capaz de fazer, ela preocupa-se em não ser descoberta e nutre um medo enorme sobre o futuro incerto de sua vida e de seu avô, que é um senhor idoso e não pode defender-se. Ela costuma de passar os dias com sua égua Nessie e seu melhor amigo Rylan. E algumas vezes tem de ir ao Centro do reino para roubar algum alimento para si e seu avô. 


E é uma dessas visitas ao reino que muda de uma vez por todas a vida que Giselle costumava a conhecer. Em uma tentativa frustrada de roubar as joias do reino, ela é apanhada por um charmoso príncipe e levada ao palácio real para trabalhar como tratadora dos cavalos reais como meio de pagar a sua dívida. Giselle e seu avô mudam-se para o castelo real, o mesmo no qual habita o cruel rei e seus guardas que são especializados em sentir a presença de seres mágicos e aniquilá-los sempre que aparecerem. A única coisa que ela deseja é pagar a sua dívida com o reino e voltar para vida que tinha. 


No entanto, aquele castelo, o rei e os príncipes encantadores, revelaram mais sobre Giselle do que ela havia conhecido sobre si mesma naqueles 17 anos no abrigo e mais do que avô podia revelar a ela. Ela nunca mais poderia ser a mesma e estava definitivamente em um Ponto sem retorno, não que fosse por vontade própria, mas por que o destino traçado pra ela anos atrás, tinha que se cumprir. 


Ponto sem retorno é um livro promissor, confesso que levei mais tempo que o habitual para ler e que passei a me interessar realmente pela história quando comecei a ler a segunda parte, quando realmente entendi a força empregada a personagem principal e suas características tão particulares. O livro é o primeiro de uma saga e aguardo ansiosa para ler a continuação que provavelmente esclarecerá mais profundamente a história de Giselle.





Autora: Gabriela Simões 



Espero que curta essa resenha e ajude a divulgar o trabalho tão especial do blog! Siga nos também nas redes sociais o nosso Instagram é o @estantedami e curta a página no facebook pra ficar por dentro das novas resenhas e sorteios. 



Siga-me também nas redes sociais:

Instagram: @natalha_neves

Facebook: Natalha Neves

E-mail para contato: natalha.neves@gmail.com




3 comentários:

  1. Olá Natalha! Que resenha interessante! O livro parece ser bem promissor!!! Fantasia sempre me chama a atenção! Curto muito! Nunca li um livro em português de Portugal, mas tenho uma vaga noção de como deve ser! Jogo um jogo de pc que é o único português é o de Portugal! Kkkk... É bem engraçado as vezes! Beijo...

    www.blogleituravirtial.com/

    ResponderExcluir
  2. Oii Gustavo. Tudo bem? Eu tbm não havia lido nenhum livro escrito com o português de Portugal, e achei a primeira experiência bem interessante. Esse livro é ótimo, e cm vc mencionou que o gênero Fantasia chama sua atenção, então vc provavelmente vai gostar da leitura de O Ponto sem retorno rs Se vc ler, depois compartilha cmg cm foi a experiência rs

    Bjs Naty

    ResponderExcluir
  3. Ameeeei a resenha! Arrasou Naty. Já estava com vontade de ler o livro antes, agora então!

    Beijos

    ResponderExcluir

por Milene Farias desde 2016. Tecnologia do Blogger.