RESENHA #49 : O Diário de Anne Frank (Em quadrinhos)

FICHA TÉCNICA


Título: O Diário de Anne Frank (Em quadrinhos)

Autora: Anne Frank com adaptação de Ari Folman e ilustração de David Polonsky

Editora: Record
Ano: 2017
Páginas:160






SINOPSE


“O diário de Anne Frank foi publicado pela primeira vez em 1947 e faz parte do cânone literário do Holocausto. E agora, pela primeira vez, vem à luz esta edição em quadrinhos. O roteirista e diretor cinematográfico Ari Folman e o ilustrador David Polonsky demonstram com essa adaptação a dimensão e a genialidade literárias da jovem autora. Eles tornam visual, o contemporâneo documento histórico de Anne Frank e traduzem o contexto da época no qual foi escrito. Baseada na edição definitiva do diário, autorizada por Otto Frank, pai de Anne, esta versão em quadrinhos torna tangível o destino dos oito habitantes do Anexo durante seus dias no esconderijo.


RESENHA:






O diário de Anne Frank em quadrinhos é uma adaptação maravilhosa da edição definitiva autorizada por Otto Frank, pai de Anne e único sobrevivente da família Frank durante o Holocausto. Nessa publicação podemos observar a riqueza de detalhes da história contada por Anne, através de lindas gravuras que retratam os dias vivenciados durante a Segunda Guerra Mundial. A sensibilidade de Anne reproduzida em imagens, nos leva mais perto da realidade daqueles dias, que infelizmente foram os seus últimos.





"Tenho uma característica notável que deve ser óbvia para qualquer pessoa que conviva comigo por algum tempo: eu me conheço bastante. Em tudo o que faço, posso me ver como se fosse uma estranha. Posso me afastar da Anne de todos os dias e, sem preconceitos ou sem me desculpar, ver o que ela está fazendo, tanto as coisas boas quanto as ruins.
"

Anne Frank



Se você já teve a oportunidade de ler "O Diário de Anne Frank", então sabe que a autora revela muito sobre sua família, sua vida e principalmente suas emoções. O texto de Anne é recheado de uma veracidade tocante, ela se abre totalmente e revela uma autoconsciência intrigante e autêntica sobre tudo e todos ao seu redor, mas principalmente sobre si mesma. E o desafio dessa edição é justamente manter a escrita original de Anne, sem usar todos os textos integralmente, já que a proposta é uma versão em quadrinhos, e acrescentar imagens que sejam fieis aos escritos originais. E esse desafio é alcançado majestosamente e o resultado é um trabalho lindo, intenso e encantador. 





O Holocausto foi, na minha opinião, um dos piores momentos da humanidade e Anne retrata de forma brilhante o medo, o pavor, a depressão, a fome e o frio que passavam do lado de fora da janela do Anexo Secreto e do lado de dentro, no espaço que dividia com sua família, mas também no seu interior, como um ser que tem suas necessidades e que precisa atende-las, como alguém que tem de lidar com as expectativas criadas e com as contradições da pessoa que ela é  e a que gostaria de tornar-se dento de um espaço onde o futuro era incerto.







O livro O Diário de Anne Frank em Quadrinhos, nos traz uma leitura repleta de imagens que captam o lado sarcástico de Anne, e os colaboradores recorrem, de maneira sábia, a variados recursos para contar o cotidiano dela e a intertextualidade utilizada enriquece o texto. Os artistas de maneira muito sensível retrataram de forma leve um tempo tão escuro, vivenciado pela Anne e pela Humanidade. E constatar essas particularidades em imagens nos garante uma nova experiência e olhar distintos sobre esses relatos, já tão conhecidos. 





Anne Frank




Você pode adquirir esse livro através do link: http://amzn.to/2Dbdohd



Espero que curta essa resenha e ajude a divulgar o trabalho tão especial do blog! Siga-nos também nas redes sociais o nosso Instagram que é o @estantedami e curta a página no facebook pra ficar por dentro das novas resenhas e sorteios. 


Siga-me também nas redes sociais:

Instagram: @natalha_neves

Facebook: Natalha Neves

Skoob: Natalha Neves

E-mail: natalha.neves@gmail.com


6 comentários:

por Milene Farias desde 2016. Tecnologia do Blogger.