Resenha #54: Todo Dia - David Levithan

FICHA TÉCNICA:
Autor:  David Levithan

Título: Todo Dia
Local de Publicação: Rio de Janeiro, 2013
Editora: Galera Record
Nº páginas: 277
Gênero: Young Adult - YA - Romance Jovem-Adulto



SINOPSE:

"
Neste novo romance, David Levithan leva a criatividade a outro patamar. Seu protagonista, A, acorda todo dia em um corpo diferente. Não importa o lugar, o gênero ou a personalidade, A precisa se adaptar ao novo corpo, mesmo que só por um dia. Depois de 16 anos vivendo assim, A já aprendeu a seguir as próprias regras: nunca interferir, nem se envolver. Até que uma manhã acorda no corpo de Justin e conhece sua namorada, Rhiannon. A partir desse momento, todas as suas prioridades mudam, e, conforme se envolvem mais, lutando para se reencontrar a cada 24 horas, A e Rhiannon precisam questionar tudo em nome do amor."



CRÍTICA:


Já pensou você ter a oportunidade de estar no corpo de alguém por 1 dia? Mas e se todos os dias você acordasse em um corpo diferente? Não seria desesperador? Ou seria o maior aprendizado da sua vida? Imagine que você acorda no corpo daquela pessoa linda, modelo capa de revista? Mas e se você acorda no corpo de um transsexual? E de um gay? Esse livro me fez perceber mais ainda que a "realidade" é uma simples questão de como você enxerga o mundo e de que forma você vai reagir a ele. 

Poucos livros que são voltado para o público jovem adulto trabalham com temas pesados de uma forma que é ao mesmo tempo, leve e profunda. Geralmente os autores trazem um tema "polêmico" e não conseguem aprofundar, não conseguem trabalhar direito. Mas não é o caso desse autor.



"A", nosso personagem vai representar perfeitamente o sentimento adolescente de "não-pertencimento", ele também representa nossa capacidade de se colocar no lugar no outro.

É difícil estar no corpo de alguém de quem você não gosta, porque, mesmo assim, você tem que respeitá-lo.

David Levithan traz à tona assuntos como sexualidade, auto aceitação e amor de uma forma única e encantadora.



Quando "A" se apaixona por Rhiannon, não se apaixona apenas pelo sorriso dela ou pelo olhar de perseverança que ele tanto admira, acima de tudo, "A" a ama como indivíduo. Para "A" não existem gêneros, existem indivíduos e todos se parecem, o que nos torna únicos é apenas 1% do que somos. Mas viver esse amor que parece algo simples para ele é complicado demais para ela. Afinal, ela o ama, só não gosta, muitas vezes, da "forma" que ele vem encontrá-la. É difícil se apaixonar todos os dias por uma pessoa diferente, embora ela saiba que a essência de "A" é a mesma.
Que história é esse sobre o instante em que você se apaixona? Como uma medida tão pequena de tempo pode conter algo tão grande?

Além de lições valiosas de respeito ao próximo, aceitar quem nós somos e pedir ajuda quando estamos sofrendo, o autor fala muito sobre relacionamentos, afinal, essa é a fase em que começamos a entender como funciona essa dinâmica da vida.
Tem tantas coisas que podem manter você preso num relacionamento - digo. - Medo de ficar sozinho. Mede de bagunçar a ordem da sua vida. A decisão de se acomodar com algo que é razoável porque não sabe se pode arruma ruma coisa melhor. Ou, talvez, a crença irracional de que vai ficar melhor, mesmo  que você saiba que ele não vai mudar.

Mas será possível viver um amor quando você encontra todos os dias uma pessoa diferente? E aqui ele levanta a maior questão: o que de fato você ama na pessoa?
Toda pessoa é uma possibilidade.


Só posso dizer que terminei esse livro em prantos. E uma mescla de sentimentos bons e tristes ao mesmo tempo. 
Acho válido a leitura para qualquer idade, principalmente para os adolescentes.




VEREDITO:

Encantador e único. Uma forma incrível de falar sobre amor entre indivíduos e principalmente o amor próprio. "A" vai nos ensinar que não somos tão diferentes assim, apenas uma pequena parte do que somos nos torna únicos e especiais e é essa pequena parte que faz com que algumas pessoas se encantem com a gente.
"Se eu chorei ou se sorri, o importante é que emoções eu vivi" hahaha ao ler esse livro esse é o sentimento. Super recomendo!

Classificação da Mi: 4,5

Você pode adquirir esse livro na AMAZON e na SUBMARINO

2 comentários:

  1. Oii Mi!
    Não tinha ideia de quantos temas importantes esse livro traz! Parece ser daqueles que ficam gravados pra sempre na memória!!! Linda resenha!!! Beijos 😘

    www.blogleituravirtual.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um livro muito leve e mesmo ao tocar em assuntos complicados não é superficial. Gostei bastante da leitura! Beijos!

      Excluir

por Milene Farias desde 2016. Tecnologia do Blogger.